Governo do Estado faz negociações para garantir alimentação para animais no ES

COMPARTILHE:


Após uma reunião, realizada na sede da Secretaria de Segurança Pública do Espírito Santo, na manhã desta terça-feira (29), os caminhões que seguiam em comboio em busca de insumos em Uberlândia (MG) e foram impedidos em um ponto de manifestação em Brejetuba, na região serrana do Estado, retornaram vazios na manhã desta terça-feira. Há a expectativa de que os caminhões possam seguir viagem. O encontro reuniu autoridades e representantes do grupo de manifestantes que realizam a paralisação há nove dias no Estado.

O comboio, formado por 47 carretas, seguia escoltado por viaturas da Polícia Militar nesta segunda-feira (28), quando foram interceptados por caminhoneiros manifestantes na cidade de Brejetuba, região serrana do Estado. As carretas foram enviadas para buscar milho e farelo de soja para servir de alimentação para galinhas e porcos de diversos criadouros do Espírito Santo.
Paralelamente, o Governo do Estado conseguiu a liberação de dois depósitos na Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que possuem 6 mil toneladas de milho e farelo de soja, estocados nas cidades de Cachoeiro de Itapemirim e Colatina, que atendessem emergencialmente.

Outra medida adotada pelo governo foi um decreto, assinado pelo governador Paulo Hartung, que solicita a liberação de cerca de 40 mil toneladas de farelo de soja estocadas em galpões do Porto de Tubarão, em Vitória. O estoque pertence à empresas privadas, mas o governo se dispõe a negociar.

Negociação:

Sobre as carretas bloqueadas em Brejetuba, o secretario de Segurança Pública, Nylton Rodrigues, afirmou que, na segunda-feira, a Polícia Militar fez a escolta de 47 carretas que trariam ao Estado insumos para produção de ração. Em um ponto de manifestantes, os caminhões foram impedidos de passar.

Segundo o secretário, a Polícia Militar imediatamente iniciou negociações, que não evoluíram. Sendo assim, a Companhia Independente de Missões Especiais foi acionada e se posicionou para desobstruir a manifestação, uma vez que, segundo o secretário, há o risco de uma possível morte de 30 milhões de aves. Porém, os caminhoneiros que estavam sendo escoltados, ao perceberem que a Polícia Militar faria uso de força, decidiram retornar antes da PM atuar. 

Via Ferroviária:

Outra alternativa para que os insumos cheguem ao Espírito Santo é a via ferroviária. Os representantes do governo informaram que 40 vagões estão disponíveis para trazer os alimentos, caso necessário. As negociações para a liberação das carretas continuam. "Foi uma conversa muito bem sucedida. Agora, na parte da tarde, um grupo estará indo aos pontos para retomar o diálogo e abrir o comboio ao Brasil Central", destacou o secretario da Segurança Pública.

Segundo o secretário da Agricultura, Ideraldo Lima, o risco de mortandade já é uma realidade no Estado. "Não tempos em nossa produção o milho e o farelo de soja. Cerca de 30 milhões de aves e 150 mil suínos precisam ser alimentados no Espírito Santo. Se não cuidarmos, o prejuízo vai ser ainda maior ao longo do tempo", disse.

Já o presidente da Associações dos Avicultores e de Suinocultores do Espirito Santo (Aves), Nélio Hand, destacou que o trabalho prioritário precisa ser feito com os criadores que já sofrem com os prejuízos. "Conseguimos realocar algumas aves para não haver sacrifícios. Somando as sobras, os ovos e o que se perdeu na estrada, estima-se um prejuízo de cerca de R$ 50 milhões", calcula.

Agricultura:

A Faes (Federação de Agricultura e Pecuária do ES) informou que as perdas do setor agropecuário capixaba já são incalculáveis devido à paralisação dos caminhoneiros. Hoje, no Espírito Santo, 30 milhões de aves, 150 mil suínos e a nossa significativa produção aquícola, estão sem alimentação por falta de abastecimento de rações. 

Segundo a federação, mais que a escassez de produtos nas gôndolas dos supermercados, como folhosas, legumes, frutas e verduras acarretando alta significativa de preços dos alimentos, com a agravante paralisação com risco sanitário, ao meio ambiente e à saúde pública.

A Federação de Agricultura disse que apoia as reivindicações originais do movimento dos caminhoneiros por entendê-las necessárias ao debate de melhorias para todo Brasil, mas pede a urgente sensibilização e a responsabilidade no sentido da liberação das cargas essenciais e perecíveis, o que não vem acontecendo de forma uniforme, apesar das negociações.

COMENTÁRIOS

Nome

AGENDA,267,AGRICULTURA,11,ARACRUZ,212,ARTES,45,ARTIGO,8,Astral,1,Beleza,30,BRASIL,195,cabelos,1,CAPACITAÇÃO,1,CARIACIA,2,CARIACICA,1,CARNAVAL,17,CARNAVAL 2019,6,CARNAVAL DE VITÓRIA 2018,16,CARNAVAL DE VITÓRIA 2019,1,CARNAVAL DE VITÓRIA 2020,1,CARROS,5,CASTELO,2,CELEBRIDADES,9,CHUVA,4,CIDADES,514,Cinema,1,CLIMA,4,Coluna Aracruz em Foco,19,COLUNISTAS,6,COMPORTAMENTO,29,CONCEIÇÃO DA BARRA,1,COOPERATIVISMO,1,CORONAVÍRUS,34,CULINÁRIA,3,CULTURA,177,CURIOSIDADES,1,CURSOS E CONCURSOS,33,DECORAÇÃO,5,DESTAQUE,3085,DICAS DE BELEZA,17,DIREITO,1,DIVERSIDADE,6,ECONOMIA,220,EDUCAÇÃO,90,Eleições,5,Eleições 2018,1,EMPREENDEDORISMO,48,Empreendimento,6,EMPREGO,4,ENTRETENIMENTO,320,ENTREVISTA,4,ES,89,ESPORTE,163,ESTÉTICA,2,ESTILO,6,ESTILO DE VIDA,22,EVENTO,82,FÉRIAS,1,FESTAS,45,FINANÇAS,3,FISCALIZAÇÃO,1,FUNDÂO,3,GASTRONOMIA,42,GERAL,2184,Girando com Márcia Almeida,127,Giro Econômico com Ivoneide Souto,3,Giro Esportivo com Maike Trancoso,35,Giro Gourmet,23,GIRO SOCIAL COM RODRIGO DA COSTHA,38,Greve dos caminhoneiros,14,GUARAPARI,7,IBATIBA,5,IMÓVEIS,8,INOVAÇÂO,2,Inovação,4,Intercâmbio,1,INTERNACIONAL,75,Itaúnas,1,Iúna,1,JOÃO NEIVA,14,JUSTIÇA,99,LAR & CIA,1,LITERATURA,5,LITORAL,1,LOTERIAS,3,LUTO,3,Manifestação,1,MATÉRIA ESPECIAL,9,MATERNIDADE,1,MATHEUS THIAGO,17,MEIO AMBIENTE,23,MERCADO,2,MODA,55,MUNDO,27,MÚSICA,18,NA REAL,17,negocios,1,NEGÓCIOS,62,NOIVAS,3,NOTÍCIA,4,NOTÍCIAS,865,OPINIÃO,8,OPORTUNIDADES,70,PÁSCOA,1,pet,3,PETS,4,PLANTÂO,29,PLANTÃO,4,POLÊMICA,9,POLÍCIA,890,politica,3,POLÍTICA,212,POP,2,PRESENTES,1,PREVENÇÃO,6,Previsão do Tempo,65,PRFES,1,PROGRAMAÇÃO,3,promoção,1,Qual a Boa?,29,RELIGIÃO,10,RETROSPECTIVA,1,Réveillon,1,RIO DE JANEIRO,4,RJ,1,SANTA LEOPOLDINA,69,SAÚDE,398,SERRA,67,SOCIAL,159,SOLIDARIEDADE,28,SUSTENTABILIDADE,13,TEATRO,1,TECNOLOGIA,36,TEMPO E TEMPERATURA,25,TENDÊNCIA,4,TRÂNSITO,4,TURISMO,72,VARIEDADES,27,VENDA NOVA,2,VIANA,1,VÍDEOS,25,VILA VELHA,15,VITÓRIA,23,
ltr
item
GIRO ES : Governo do Estado faz negociações para garantir alimentação para animais no ES
Governo do Estado faz negociações para garantir alimentação para animais no ES
https://3.bp.blogspot.com/-KWubnR9EDzw/Ww3E2NmDsBI/AAAAAAAAAjQ/DEUrqAPuPq8snjECp8DFp10mmY9r6_qugCLcBGAs/s1600/carretas-sao-barradas-em-bloquieo-de-manifestantes-giro-es-24-horas.jpeg
https://3.bp.blogspot.com/-KWubnR9EDzw/Ww3E2NmDsBI/AAAAAAAAAjQ/DEUrqAPuPq8snjECp8DFp10mmY9r6_qugCLcBGAs/s72-c/carretas-sao-barradas-em-bloquieo-de-manifestantes-giro-es-24-horas.jpeg
GIRO ES
https://www.giroes.com.br/2018/05/governo-do-estado-faz-negociacoes-para.html
https://www.giroes.com.br/
https://www.giroes.com.br/
https://www.giroes.com.br/2018/05/governo-do-estado-faz-negociacoes-para.html
true
2607315297385448184
UTF-8
Carregar todas as matérias Nenhum resultado encontrado. Ver mais Leia mais Responder Cancelar resposta Apagar Por Início Páginas Matérias Ver todas Veja também Tópico Arquivo Buscar Todas as matérias Nenhum resultado encontrado para sua busca Voltar ao início Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo Há 1 minuto Há $$1$$ minutos Há 1 hora Há $$1$$ horas Ontem Há $$1$$ dias Há $$1$$ semanas Há mais de 5 semanas Seguidores Siga ESTE CONTEÚDO PREMIUM ESTÁ BLOQUEADO PASSO 1: Compartilhe em uma rede social PASSO 2: Clique no link da sua rede social Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados para a área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor, pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar