"Projeto começará a ser construído em 2019 e tem previsão para terminar em 2021. Vagas são para obra civil, montagem e eletromecânica"




Após dois anos de estudos, a ArcelorMittal Tubarão anunciou uma iniciativa para dessalinizar a água do mar para ser utilizada no complexo industrial de Tubarão, em Vitória. A planta de dessalinização de água do mar será a maior do Brasil e a primeira do grupo Arcelor.

O investimento de R$ 50 milhões, anunciado pelo grupo na manhã desta sexta-feira (18), começará a ser construído ainda neste ano e a previsão é que seja concluído em 2021.

Durante a execução da obra, serão gerados 220 postos de trabalho, sendo 160 formados por mão de obra direta (obra civil e montagem/eletromecânica). Depois, a manutenção e a operação serão feitas por oito empregados próprios.

O investimento contemplará sistemas de captação e bombeamento de água do mar, pré-tratamento com filtração, dessalinização por osmose reversa e armazenagem e distribuição da água produzida.

A produção será de 500m³/h de água industrial, capacidade que será uma alternativa ao consumo de água doce do Rio Santa Maria da Vitória. Atualmente a água doce, que é fornecida pela Cesan, representa 3,5% de toda a água consumida pela empresa. Atualmente, 96,5% do consumo é proveniente de água do mar, com parte dela sendo tratada e transformada em potável, ideal para o consumo humano.

Obra
A obra contemplará os sistemas de captação e bombeamento de água do mar, pré-tratamento com filtração, dessalinização por osmose reversa e armazenagem, e distribuição da água produzida. A planta será instalada próxima às Centrais Termelétricas da unidade e ocupará cerca de 6 mil metros quadrados, a maior do país.

Projeto
Os estudos para o projeto vinham sendo feitos há cerca de dois anos e contaram com tecnologias e materiais de outros países, com pesquisadores do Brasil e da Espanha.

“O projeto tem como objetivos principais aumentar a segurança hídrica e garantir a estabilidade operacional das nossas operações, colocando a ArcelorMittal Tubarão na vanguarda da gestão hídrica”, explica o vice-presidente de Operações, Jorge Luiz Ribeiro de Oliveira.

Recuperação de rios

Seguindo as iniciativas alinhadas à estratégia governamental e o Plano Estadual de Recursos Hídricos, a ArcelorMittal Tubarão tem desenvolvido estudos para aproveitamento industrial de esgoto tratado. Além disso, iniciou um projeto de recuperação de nascentes da Bacia do Santa Maria da Vitória, em parceria com o Comitê de Bacia do Santa Maria da Vitória, Incaper, Seama, Ministério Público Estadual e da Região de Santa Leopoldina, e a Prefeitura de Santa Leopoldina. O projeto piloto em Santa Leopoldina visa estudar as melhores técnicas de recuperação de nascentes e realizar o cercamento de 55 nascentes na região de Crubixá.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.
Topo