Dra. Melissa Bosi, hematologista do Cecon, comenta que cada doação pode salvar até quatro vidas e fala sobre mitos e verdades da ação

O Dia Mundial do Doador de Sangue é celebrado nesta sexta-feira (14). A data foi criada por iniciativa da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2014, e o dia escolhido é uma homenagem ao nascimento de Karl Landsteiner, um imunologista austríaco que descobriu o fator Rh e várias diferenças entre os diversos tipos de sangue.

A campanha foi criada com o objetivo de homenagear os doadores de sangue e conscientizar as pessoas sobre a importância deste ato que salva milhares de vida.

"O sangue não tem substituto industrial, não tem como fabricar. Cada voluntário pode salvar até quatro pessoas com uma simples doação, já que o material é separado em diferentes hemocomponentes: concentrado de hemácias (glóbulos vermelhos), concentrado de plaquetas, plasma e crioprecipitado”, comenta Dra. Melissa Bosi, hematologista do Centro Capixaba de Oncologia (Cecon)

Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), apenas 45% do sangue para transfusões na América Latina e no Caribe foram obtidos por meio de doação voluntária.

Confira alguns mitos e verdades, explicados pela Dra. Melissa, que geram dúvidas na população quando o assunto é doação de sangue.

Mitos e verdades

A doação de sangue engrossa ou afina o sangue?

A doação de sangue não engrossa nem afina o sangue. O que acontece é que o organismo leva um tempo para recuperar os componentes sanguíneos.

É preciso estar em jejum para doar?

A recomendação para o voluntário é que tenha feito uma alimentação mais leve nas últimas três horas pelo menos.

Tenho direito à folga todas as vezes que doar sangue?

O doador tem direito a um dia de folga a cada 12 meses de trabalho, em caso de doação voluntária de sangue devidamente comprovada.

Período menstrual afeta a doação?

A menstruação não impede a doação. O que determina a possibilidade ou não de doar, é o teste de anemia feito em todos os doadores na triagem.

Requisitos para ser um doador:

ü  Ter idade mínima de 16 anos e máxima de 69 anos
ü  Pesar no mínimo 50kg
ü  Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas
ü  Não ingerir bebidas alcoólicas nas 24 horas que antecedem a doação
ü  Estar bem de saúde, sem gripe, resfriado ou febre há, no mínimo, 7 dias
ü  Não estar em período de gravidez ou amamentação
ü  Não ter feito tatuagem ou piercing nos últimos 6 meses (piercing na boca ou na genitália impedem definitivamente a doação)
ü  Não ter feito uso de drogas injetáveis
ü  Não ter visitado regiões onde há surto de febre amarela nas últimas quatro semanas
ü  Não ter tido relação sexual em que tivesse risco de doenças sexualmente transmissíveis nos últimos 12 meses

Orientações após a doação

ü  Repouso de 15 minutos para evitar mal-estar
ü  Beber bastante líquido
ü  Evitar esforço físico exagerado por 12 horas, especialmente com o braço utilizado na doação
ü  Se tiver febre, diarreia ou outro sintoma de doença infecciosa até sete dias após a doação, comunicar imediatamente ao Banco de Sangue

Frequência de doações

Homens a cada 2 meses e no máximo 4 por ano.
Mulheres a cada 3 meses e no máximo 3 por ano.

Bancos de Sangue

Para saber os endereços dos bancos de sangue no Espírito Santo acesse http://bit.ly/2IE5GvX.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.