Com o clima mais ameno, a época é a mais procurada para a realização de procedimentos estéticos
Número de procedimentos em pessoas menores de 18 anos aumenta a cada ano, de acordo com o
levantamento da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).
Foto: Divulgação.
Julho é uma época de aumento de movimento no consultório e nas salas de cirurgia dos cirurgiões plásticos. O mês é o mais procurado por quem quer realizar uma cirurgia plástica e a demanda chega a aumentar até 60% segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
O cirurgião plástico Humberto Pinto explica que o melhor
período para uma cirurgia são os meses em que o paciente
consegue manter o máximo de repouso possível.
O cirurgião plástico Humberto Pinto explica que o melhor período para uma cirurgia é aquele em que o paciente consegue realizar um repouso moderado, por isso, julho acaba sendo a preferência. “É uma época em que muita gente tira férias, tornando mais fácil de seguir as recomendações pré e pós-operatórias”, explica.
A queda na temperatura também acaba sendo uma vantagem para os pacientes. “Além de o inchaço ser menor se comparado aos dias mais quentes, o uso de cinta ou de placa contesora é menos incômodo durante os dias mais frios”, indica Humberto Pinto.
Outro aspecto positivo de agendar a cirurgia plástica para o mês de julho é a menor incidência de sol. “Evitar o sol é imprescindível para a boa cicatrização e para evitar machas. Em geral são 60 dias evitando a exposição direta, o que é bem mais fácil de cumprir quando a temperatura está mais baixa”, finaliza o cirurgião plástico.

Férias e plástica

Além das pessoas desejarem entrar no verão com o corpo perfeito, nessa época do ano, a pausa do período escolar no Brasil e as férias no exterior coincidem, ocasionando um aumento do número de jovens que realizam cirurgias, conforme explica o cirurgião plástico Ariosto Santos.

O clima ainda favorece o repouso, indispensável para a completa
recuperação, avalia o cirurgião Ariosto  Santos.
Foto: Rocio Fotografia. 
“Durante as férias escolares, o percentual de procedimentos em pessoas menores de 18 anos salta de 13% para 30%, aumentando a cada ano. Os procedimentos, muitas vezes, vão além da estética, trazendo vantagens à saúde do adolescente. Outro ponto a ser avaliado é a questão da autoestima e os benefícios psicológicos”.

Segundo o especialista, a recomendação é a mesma de todos os profissionais da área, após o procedimento, o sol fica proibido por alguns meses, para não prejudicar a cicatrização e, também, evitar manchas na pele, dependendo da intervenção estética realizada. Entre junho e setembro, a incidência dos raios e a exposição do corpo a eles é menor, o que não exclui a necessidade de seguir todas as recomendações médicas.

Para quem pretende fazer cirurgia plástica nesse período, a orientação é marcar a operação antecipadamente e adiantar todos os exames médicos. Mas, apesar das diversas vantagens, nada impede que os procedimentos sejam realizados em outras estações. O essencial é passar pelo acompanhamento de um profissional especializado e seguir à risca todas as orientações médicas.