Featured Posts

Arbitragem "amiga" marca vitória do Flamengo sobre Botafogo

Polêmicas à parte, interpretações equivocadas, casos difíceis de decidir, mesmo com o apoio do árbitro de vídeo (VAR); isso tem sido frequente no atual Campeonato Brasileiro. Mas nada justifica a sequência de erros de Raphael Claus na vitória do Flamengo por 3 a 2 sobre o Botafogo, no clássico desse domingo, no Maracanã. Ele deixou de aplicar a regra em três situações claras, nas quais deveria ter expulsado três jogadores do Flamengo.

Dessa forma, evidencia-se que prejudicou o Botafogo. Considerado um dos principais árbitros de futebol do País, Claus teve assim atuação comprometedora no clássico. Comentarista de arbitragem da TV Globo/Sportv, Sandro Meira Ricci confirmou que ele teria de expulsar Gabigol, Rafinha e Cuéllar.

Cuellar dá carrinho em Marcinho em disputa de bola

Os lances em questão dizem respeito a punições que não foram aplicadas a Gabigol e Rafinha, quando já haviam sido penalizados, minutos antes, com cartão amarelo, e a Cuéllar, por ter dado um ‘pisão’ sem bola em Marcinho, que teria de resultar na sua expulsão.

A falta de Cuéllar ocorreu ainda no primeiro tempo, quando o placar era de 1 a 1.
Depois, já na etapa final, Gabigol, irritado com uma marcação de uma falta sua em Jonathan, contestou a arbitragem com gestos exagerados e descontou sua contrariedade arrancando a bandeirinha que demarca o escanteio. Deveria ter recebido o segundo amarelo e, automaticamente, o cartão vermelho.

Na sequência, Rafinha deu um carrinho por trás em Luiz Fernando e também acabou poupado pelo árbitro do clássico. O correto, no caso, seria que Claus lhe mostrasse o segundo amarelo e o expulsasse.

Postar um comentário

0 Comentários