Projeto “De Olho no Duto”, investimento social da TRANSPETRO, levará a arte do palhaço e atividades gratuitas no dia 27 em Nova Almeida


O projeto ‘De Olho do Duto’ chega ao Espírito Santo para um dia de muita cultura e diversão em Nova Almeida - Serra. Realizado pela Companhia Artística Sol sem Dó, com coordenação geral do projeto do Instituto Cultural Escola Livre de Palhaços (Eslipa) em parceria com a Transpetro, a iniciativa tem como foco principal oferecer aos moradores locais um dia de atividades culturais gratuitas, incluindo espetáculo e roda de conversa.  As apresentações começam às 14h, no campo society do bairro Serramar.

Entre os objetivos do projeto está a aproximação da população local e a disseminação do acesso à cultura, além do fortalecimento dos vínculos entre a comunidade, através de apresentações de espetáculos e cortejo com a presença de palhaços, malabaristas e pernas-de-pau, tocando seus instrumentos, cantando músicas e convidando o público para participar da programação. Também haverá oficina circense, com aula de circo para crianças, jovens, adultos e idosos, que poderão vivenciar algumas modalidades circenses – malabares, perna de pau e apresentação de palhaços. A programação ainda conta com a roda de conversa, um bate-papo entre os artistas e moradores, para identificar as manifestações artísticas existentes nas comunidades e fortalecer as iniciativas culturais dos moradores.

Os diretores e artistas da ESLIPA, Richard Riguetti e Lilian Moraes, destacam que o objetivo do projeto é promover a cidadania, os direitos humanos, a inclusão social e o respeito à diversidade humana e cultural das comunidades. “Todas as atividades do projeto serão realizadas em espaços públicos abertos, com o compromisso de promover o diálogo permanente entre os artistas e a comunidade, para identificar, potencializar e valorizar as iniciativas artísticas e culturais de cada região”, explicam os artistas.

Para a Transpetro, "o projeto tem premissas básicas de transformação social, calcadas na formação cidadã, no engajamento  das comunidades, na atuação forte da divulgação dos canais de comunicação e ações e informações preventivas, além do desenvolvimento do senso de pertencimento local”.

Companhia Artística Sol sem Dó

Formada por artistas do município de Duque de Caxias (RJ), a Companhia Artística Sol sem Dó foi fundada em 2010 e comemora nove anos de trabalhos.  O grupo iniciou suas atividades no Hospital Municipal Drº Moacyr Rodrigues do Carmo, desenvolvendo o projeto de palhaçaria hospitalar “Eu Vim Te Ver”.

A figura da palhaça e do palhaço passou a ser o principal ponto de investigação cênica do grupo, que depois veio a dialogar com o teatro de rua, contação de histórias, música, circo e o circo de teatro. Atualmente, a companhia tem seis integrantes e desenvolve um trabalho múltiplo que percorre a arte, educação e saúde.

O grupo, em sua pesquisa, opta por um trabalho multidisciplinar que vai da palhaçaria hospitalar, das técnicas de palhaçaria relacional – clown, ao teatro de caixa e intervenções urbanas, tendo como grande referencial estético o território da Baixada Fluminense e manifestações de cultura popular, como a Folia de Reis e o Circo Teatro, passando ainda pelas relações de gênero nas investigações de palhaçaria feminina, e pela arte educação, em oficinas e contações de histórias.


Serviço – Projeto De Olho no Duto

Com coordenação da ESLIPA – Escola Livre de Palhaços, a Companhia Artística Sol sem Dó realiza diversas atividades artísticas e culturais gratuitas

Sábado, dia 27, a partir das 14h em Nova Almeida (Serra) – Campo Society Serramar

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.
Topo