Grupo gaúcho decidiu ampliar operações no Espírito Santo, com início de atividades previsto para setembro


A empresa gaúcha Zenglein protocolou, nesta sexta-feira (30), o pedido de visita técnica da equipe da Secretaria de Estado de Desenvolvimento (Sedes) à sede da unidade, em Colatina. A visita faz parte do protocolo que garante as condições de operação da empresa, que tem início previsto para o mês de setembro.

O grupo já conta com 24 funcionários na cidade de Colatina, e com o início das atividades, a expectativa é de que até mil novos postos de trabalho sejam gerados até o final de 2020. A empresa que também trabalha com importação de bolsas pretende produzir, inicialmente, uma linha de chinelos femininos. 

A empresa Zenglein tem como marca própria a Giulia Domna, e já conta com um centro de distribuição localizado no município da Serra. A expectativa é de que a produção de Colatina seja enviada a todo o País.

O secretário de Estado de Desenvolvimento, Marcos Kneip, comemorou a decisão da empresa em ampliar suas operações no Estado. “Nós, da Sedes, estamos empenhados em atrair cada vez mais empresas para o Espírito Santo, ajudando a diversificar nossa matriz econômica, e a gerar cada vez mais empregos para os capixabas. Estamos muito felizes com o posicionamento da empresa, e nos colocamos à disposição para ajudar no que for necessário não só neste período de implantação, como também durante todo o processo de operação”, explica Kneip.

Para o subsecretário de Competitividade e Projetos Estruturantes da Sedes, Adson Thiago, a chegada da empresa ao município de Colatina é um importante marco para a retomada do crescimento local. “Os setores produtivos de Colatina sofreram grande impacto com a inserção de diferentes produtos chineses no mercado, o que dificultou a concorrência e acarretou o desemprego. Então, a vinda de uma empresa deste porte é muito importante porque certamente vai gerar um grande salto para a cidade, gerando mais oportunidades para as pessoas que vivem na região”, destaca.

A gerente de controle da Zenglein, Rejane Thomas, explicou que os diferenciais oferecidos pelo Estado foram fundamentais para a atração da empresa. “Vislumbramos no Espírito Santo uma grande oferta de mão de obra qualificada, além de uma localização muito estratégica, o que favorece a nossa logística. É um estado que cresce cada dia mais, e que mantém uma relação muito sólida com seus investidores. Estamos muito felizes com tudo o que encontramos aqui”, declarou a gerente.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.
Topo