A Petrobras informou que houve um vazamento no mar de cerca de 1,2 metro cúbico de óleo residual, proveniente de um navio de produção de petróleo, na Bacia de Campos, litoral norte do Rio de Janeiro. Segundo a petroleira, a empresa Modec, que opera o FPSO Cidade do Rio de Janeiro, comunicou na sexta-feira, 23, sobre a existência de trincas no casco do navio, depois de uma inspeção nos tanques externos da embarcação. As 54 pessoas que estavam embarcadas foram retiradas.
O processo de evacuação do navio começou ainda na sexta-feira, sendo concluído nesta segunda-feira, 26.
Em comunicado, a Petrobras diz que a unidade flutuante de produção está fora de operação desde 2018, mas ainda em processo de saída do campo de Espadarte, a 130 quilômetros da costa.
Um sobrevoo realizado na área do vazamento não teria identificado ainda mancha de óleo na superfície do mar. Novas inspeções realizadas hoje na embarcação comprovaram um aumento na extensão das trincas no casco do navio.
"A Petrobras comunicou a ocorrência às autoridades e vem apoiando a Modec nas ações de contingência", informou a petroleira, na nota.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.
Topo