A equipe da Delegacia Especializada de Narcóticos (Denarc) de Aracruz, com o apoio da 13ª Delegacia Regional; da Delegacia Especializada de Investigações Criminais (Deic) e do 5º Batalhão da Polícia Militar, realizou a “Operação Patati”, nessa quarta-feira (18). A ação ocorrida no bairro Vila do Riacho teve o objetivo de cumprir mandados de prisão temporária e mandados de busca e apreensão.

O titular do Denarc, delegado Nilton Abdala, relatou que L.P.F., de 19 anos, D.J.S., de 21 anos, G.M.O., de 18 anos, L.P.F., de 23 anos G.A., de 25 anos, e F.A.S., de 38 anos, foram presos pelos crimes de tráfico e associação ao tráfico. Já a investigada N.C., de 26 anos, foi detida pelo crime de posse de munição.

“O chefe do tráfico de Aracruz, conhecido como “Patati”, foi preso em uma operação realizada pela nossa equipe há dois meses. Nós iniciamos a operação com a prisão dele. Nesta ação, foi apreendida uma espingarda calibre 32, três munições calibre 38, cinco celulares e anotações com a contabilidade do tráfico”, afirmou.

G.M.O., L.P.F., G.A. e N.C. foram encaminhadas para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Colatina. E os detidos L.P.F., D.J.S. e F.A.S. foram conduzidos para Centro de Detenção Provisória (CDP) de Aracruz.

Prisão do suspeito de comandar o tráfico de drogas em Aracruz

A operação foi realizada no dia 22 de julho. Os policiais cumpriram o mandado de busca e apreensão e de prisão de M.F.U., de 24 anos. Ele foi encontrado em um condomínio residencial, no bairro São Diogo, na Serra.

A operação foi realizada pelas equipes da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), do Departamento Especializado de Narcóticos (Denarc) de Aracruz e com o apoio do 5º e do 6º Batalhão da Polícia Militar.

De acordo Nilton Abdala, M. F. U. era um dos suspeitos mais procurados do Estado. “A prisão foi efetuada dentro de um apartamento que o detido alugou. Ao perceber a ação policial, ele tentou fugir pela janela, mas não teve sucesso na fuga e foi detido. O suspeito é apontado como chefe do tráfico de drogas dos bairros Vila do Riacho e Barra do Riacho, região conhecida pela intensa comercialização de entorpecentes”, completou.

M.F.U. possuía um mandado de prisão por homicídio e um por tentativa de homicídio contra um policial da Serra. M.F. U. foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Viana II.