Especialista ensina como o aplicativo mais usado do mundo pode se tornar um aliado para quem tem um micro e pequeno negócio


A internet, as redes sociais e os comunicadores instantâneos trouxeram possibilidades não apenas para as telecomunicações e entretenimento, mas também novas maneiras de fazer negócios, vendas diretas e alcançar o público com publicidade, de formas completamente inovadoras.

Segundo informações divulgadas pelo Facebook (que comprou o WhatsApp em uma transação bilionária em 2014), em média, 42 bilhões de mensagens são trocadas entre usuários todos os dias em mais de 1 bilhão de grupos existentes na plataforma. No Brasil, mais de 100 milhões de pessoas estão usando o Whatsapp. É como se 1 a cada 2 brasileiros usassem o aplicativo.

Gláucio Siqueira, especialista em Gestão Estratégica, afirma que “realizar vendas via WhatsApp é uma oportunidade para alavancar o faturamento de qualquer empresa. O potencial de mercado para vendas utilizando esse recurso é enorme”.

O especialista em Gestão Estratégica dá dicas para 
quem tem um micro ou pequeno negócio adotar.
Em 2018, o WhatsApp assumiu a liderança do ranking de aplicativos mais usados do mundo em celulares Android e iPhone (iOS), ultrapassando o Facebook. De acordo com o relatório mais recente da empresa de análise de mercado App Annie, o mensageiro teve mais usuários ativos por mês que a rede social a partir de setembro de 2018. O estudo não divulga os números exatos, mas é possível estimar que ambos os serviços tenham cerca de 200 milhões de usuários mensais, com uma pequena vantagem para o programa de bate-papo.

Além disso, pesquisas apontam que uma pessoa visualiza a sua conta no WhatsApp de 70 a 150 vezes por dia, em média.

“Uma das principais vantagens do WhatsApp é a sua gratuidade. Ele requer apenas possuir um smartphone e acesso à internet. Outro diferencial está na praticidade, a pessoa pode usar o aplicativo pelo computador (Whatsapp Web) e deixar o telefone livre para ligações, posts nas redes sociais e etc. Atualmente, as pessoas não têm mais paciência para atender um telefonema, principalmente de caráter comercial. Por outro lado, responder uma mensagem de WhatsApp é algo rápido, fácil, e muito mais cômodo para as pessoas.”, explica Gláucio Siqueira.

Já existem no mercado cursos específicos para quem deseja utilizar a ferramenta para fazer suas vendas. Mas o especialista em Gestão Estratégica, Gláucio Siqueira, lista 4 dicas para quem tem um micro ou pequeno negócio adotar.

1.    Utilize as suas redes sociais para criar a sua base de contatos. Por exemplo: crie campanhas que incentivem as pessoas a enviar uma mensagem para o whatsapp da sua empresa em troca de algum benefício. Assim já fica mais fácil salvar o contato delas na sua agenda.

2.    Ao invés de criar grupos de clientes, crie listas de transmissão separadas por interesse. Por exemplo: você tem uma loja de calçados. Pode separar aqueles que sempre compram itens femininos, daqueles que compram itens masculinos. Quando chegar novidade, envie sapatos sem salto para clientes com esse comportamento de consumo, e os de salto para uma outra lista de transmissão. Conheça seu cliente e faça com que ele sinta que recebe um atendimento minimante personalizado.

3.    Padronize o seu atendimento. Ainda que seja uma ferramenta de comunicação informal, o whatsapp estará sendo usado para fins comerciais. Treine a sua equipe para manter um mesmo padrão de atendimento. Por exemplo: Identifique as dúvidas mais frequentes dos clientes e crie um documento para que os atendentes possam consultar as respostas a serem passadas.


4.    Ofereça conteúdo. Avise quando chegarem novidades, quando tem promoção, quando tem reposição de algo que estava faltando. Principalmente se o vendedor conhece o cliente e pode mandar algo bastante direcionado. Mas sem exagerar no volume de mensagens. Uma vez por semana pode ser suficiente. É importante testar esta comunicação.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.
Topo