As manchas de óleo que tem atingido o Nordeste desde o dia 30 de agosto estão cada vez mais próximas do litoral capixaba. Nesta segunda-feira (4) a substância chegou à Nova Viçosa, município da Bahia próximo à Mucurici, no Espírito Santo.
De acordo com o Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (IEMA), a chegada do óleo em Caravelas (BA) era o ponto em que o Espírito Santo entraria em estado de alerta. As praias do município foram atingidas no dia 1º de novembro.
“Desde então o Comitê de Preparação da Crise iniciou o processo de mobilização das equipes para limpeza das praias”, conta o Iema em nota. De acordo com o Instituto, equipes foram treinadas e estão prontas para atuarem no litoral norte do estado.
Um estudo feito pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), que detecta a movimentação e indica locais com óleo no mar, explica que as correntes marítimas estão arrastando as manchas, fazendo com que elas se espalhem para outros estados. O Comitê informa que técnicos do Iema e do Ibama irão monitorar as praias do norte capixaba nos próximos dias.
Segundo o Iema, o Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo (CBMES) já disponibilizou 120 militares para atuar na proteção das praias. “O comando do 38º Batalhão de Infantaria também está aguardando uma solicitação formal da Defesa Civil para atuar na região, caso seja necessário”, ressalta.
As iniciativas de articulação estão previstas no Plano de Ação do Estado do Espírito Santo desde a fase Prévia, com ações voltadas à previsão, monitoramento e suporte logístico para a próxima etapa, até a Operacional, que entrará em ação quando o óleo alcançar o território capixaba.
O Ibama orienta sobre os cuidados que se deve ter ao encontrar óleo pelo litoral capixaba, para que a limpeza das praias, manguezais e áreas rochosas sejam feitas de forma segura.
Sobre os animais encontrados, o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente alerta que a população evite tocar o bicho e que não o devolva para o mar, porém que o proteja do sol.
Caso haja contato direto com a substância, o indicado é higienizar a área com gelo e óleo de cozinha. A principal indicação é que ninguém recolha os resíduos sem um equipamento apropriado.
O Iema ressalta que os Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) e materiais para recolhimento serão doados pela iniciativa privada e encaminhados para os locais onde há previsão de primeiros impactos.
Fonte: ES Hoje

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.
Topo