Waldemir Barreto/Agência Senado
.
A comunidade indígena Laranjeira Nhanderu, da etnia Kaiowá, localizada no município de Rio Brilhante, Mato Grosso do Sul, sofreu ataque na madrugada da quarta (01). De acordo com a comunidade local, atearam fogo na casa de reza que está sendo construída e dois pistoleiros entraram nas casas de algumas famílias, fazendo ameaças e agredindo os indígenas. Eles temem por novos ataques.

Ciente do ocorrido, o senador Fabiano Contarato (Rede-ES) está tomando providências. "Estou ingressando com representação junto ao MPF para que se apure incêndio e agressões à comunidade indígena Laranjeira Nhanderu, Kaiowás de Rio Brilhante/MS. Atearam fogo na casa de reza! Pistoleiros ameaçaram e agrediram famílias. No Senado Federal, encaminharei requerimentos de informações ao Ministro da Justiça, Presidente da Funai, governador do Estado e prefeito da localidade pedindo providências urgentes. Além disso, farei convites aos Ministros da Justiça e de Direitos Humanos para prestarem esclarecimentos na CCJ e CDH. O fato é que essas agressões estão se tornado corriqueiras: nossos indígenas estão sendo dizimados! Faço um apelo à imprensa: é preciso falar mais do que está acontecendo com os indígenas. Ampliar o noticiário. Se não houver mais cobertura, não teremos como impedir violências e que sejam mortos", destaca Contarato.

O senador capixaba também vai propor a criação de uma Comissão Externa para visitar as comunidades indígenas sob ameaça, para a produção um de documento a ser enviado ao Ministério da Justiça, Presidente da República e para a ONU.