Featured Posts

Coronavírus: higiene e corte das unhas são fundamentais para prevenir contaminação pelo vírus

Unhas sujas e grandes criam ambiente propício para proliferação de microrganismos, como o coronavírus. Confira dicas para manter as unhas limpas e evitar o contágio pelo vírus
Devido a pandemia do Coronavírus, é fundamental as pessoas tomarem uma série de cuidados para impedir a proliferação do vírus causador da COVID-19, como permanecer em isolamento social, evitar o compartilhamento de utensílios pessoais e, principalmente, higienizar as mãos frequentemente com água e sabão. Porém, outro cuidado menos comentado é em relação às unhas. “A parte de baixo das unhas é uma área de difícil acesso e higienização, o que faz com que elas acumulem grande sujidade e se tornem um ambiente propício para a proliferação e sobrevivência de microrganismos transmissores de patologias, como o Coronavírus”, explica Luisa Saldanha, farmacêutica e diretora científica da Pharmapele.

Por isso, a recomendação mais adequada é que você corte as suas unhas com frequência, de preferência a cada três dias, para impedir o acúmulo de impurezas, vírus, fungos e bactérias. “É imprescindível também que você evite levar as unhas à boca, seja para roê-las ou remover aquela cutícula que está te incomodando, pois as mucosas, como a da boca, são uma das principais vias de transmissão do Coronavírus”, alerta a farmacêutica. “Além disso, o hábito de roer as unhas também abre machucados que servem de porta de entrada para vírus, bactérias e fungos. Por isso, o ideal é manter as unhas sempre aparadas, o que ajuda até mesmo a parar com o vício de roer as unhas.”

O problema é que, por vaidade, muitas pessoas preferem deixar as unhas crescerem, seja naturalmente ou através de técnicas para aumentar seu tamanho, como alongamentos e aplicação de unhas postiças. Então, caso você opte por manter as unhas longas, é importante redobrar os cuidados com a higienização. “Na hora de lavar as mãos, não se esqueça de passar água e sabão também nas unhas, escovando-as para garantir que as impurezas e microrganismos foram removidos por completo”, destaca Luisa.

Além dos cuidados de higiene, é importante também que você não retire a cutícula da unha. “Essa prática facilita a entrada de microrganismos que causam infecções. Então, caso as cutículas te incomodem, o ideal é utilizar produtos que proporcionem hidratação e emoliência para manter as cutículas bonitas sem precisar retirá-las”, sugere a especialista. Outro cuidado fundamental nesse período é remover os esmaltes após um curto tempo de uso. “Conforme o esmalte descasca, formam-se elevações propícias para que os microrganismos se alojem e se proliferem, facilitando sua transmissão”, afirma. Por fim, na hora de fazer as unhas, a farmacêutica Luisa Saldanha ressalta que você deve se lembrar das recomendações do Ministério da Saúde sobre não compartilhar utensílios pessoais e utilizar suas próprias ferramentas para cuidados com as unhas, como esmaltes e alicates.

Postar um comentário

0 Comentários