Featured Posts

Em Aracruz, decreto estende medidas de enfrentamento até 30 de junho

O prefeito de Aracruz Jones Cavaglieri assinou um novo decreto com as medidas de enfrentamento da emergência de saúde pública em decorrência da Covid-19. As restrições e orientações descritas no Decreto n.º 38.035 publicado nesta segunda-feira (15/06) irão vigorar até 30 de junho, quando a administração municipal deverá reavaliar a situação no município para manter as medidas ou propor novas ações de proteção da população contra o avanço do novo coronavírus.

O documento reforçou a preocupação do poder público com a conscientização das pessoas sobre a importância do isolamento social neste momento em que não há uma certeza sobre quando a pandemia terá um fim. Mais uma vez, o decreto descreve as principais responsabilidades, deveres e obrigações de cada cidadão para conter os impactos da pandemia na cidade. Além do isolamento social, o documento orienta as pessoas em relação a outros cuidados como manter o distanciamento social, o uso de máscara e a adoção de medidas de higienização e ampliação da prática do autocuidado.

Cabe ressaltar que, diante dos riscos de avanço da doença, o decreto mantém a suspensão do funcionamento de clubes recreativos, cerimoniais, área de lazer de condomínios, áreas de lazer de meios de hospedagem, parques aquáticos, parques de diversões, brinquedotecas e pesque e pague. Por causa da pandemia, as pessoas também não estão autorizadas a visitar unidades de conservação ambiental, nem frequentar espaços públicos como praça da paz, parques municipais, o Teatro Municipal, o Museu Histórico de Santa Cruz, Museu Italiano de Guaraná, a Biblioteca Municipal, campos de futebol e quadras de esporte.

Uma das novidades do documento consta no artigo 3º, inciso V, em relação ao funcionamento de restaurantes. Fica autorizado o atendimento presencial para o serviço de prato executivo, serviço à la carte ou self-service. O restaurante que optar pelo self-service será obrigado a orientar o cliente a higienizar as mãos, com água e sabão; deverá oferecer álcool 70%; fornecer luva descartável que deverá ser colocada por um funcionário do restaurante na mão que irá manusear os utensílios para servir-se; e garantir o distanciamento mínimo de 1,5 metros durante a montagem do prato.

O decreto autorizou, excepcionalmente, no próximo sábado (20/06), o funcionamento das atividades comerciais dos setores 01, 02 e 05. Os setores 01 e 02 funcionarão das 8 às 12h, com exceção das lojas do Centro Comercial Oriundi que poderão abrir das 13 às 19h. Já o setor 5 está autorizado a funcionar neste próximo sábado para atendimento presencial até as 16 horas. Lembrando que a modalidade delivery está mantida para além destes horários.

Fazem parte do setor 1 as lojas de material de construção, venda de ferragens, de material elétrico, de material hidráulico, lojas de tintas, marmorarias, vidraçarias, lojas de venda de bicicletas, de veículos (carros e motos) e de venda de peças.

O setor 2 é composto pelas lojas de calçados, material esportivo, vestuário, confecções e tecidos, aviamentos, cosméticos, perfumarias, relojoarias, joalherias, lojas de artigos de cama, mesa e banho, lojas de camas e colchões. Também integram o segundo setor as papelarias e artigos escolares, lojas de serviços de cópias, de artigos para casa e descartáveis, móveis e eletrodomésticos, acessórios e bijuterias, comércio atacadista, lojas de celulares, equipamentos musicais, lojas de equipamentos de informática, de equipamentos eletrônicos, insumos agrícolas, e as óticas. O setor 5 é integrado pelos restaurantes, lanchonetes e pizzarias.

Conforme o boletim epidemiológico da Covid-19, em Aracruz, divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde, na noite de segunda-feira (15/06), são 1.482 casos notificados; 623 descartados; 563 suspeitos, 296 casos confirmados; 120 curados e 22 óbitos.

Postar um comentário

0 Comentários